Páginas

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Ausência



Na ausência da tua presença
A solidão não pediu licença
Todo lugar te revelava .
Mesmo quando tentava te esquecer
Parecia só achar em você uma razão de viver.

Incomodavam-me as flores
Só me traziam dores,
Seus perfumes lembravam-me do seu.
Isso abatia o meu ser,
Continuei a tentar te esquecer,
Procurando me perder.

Encontrei-te no belo horizonte,
No brilho do sol por trás do monte
Mesmo mostrando-se tão distante.
Saudade já estava gigante.

Perturbava-me até o sorriso de uma criança
Pois perdi minha esperança
De sorrir assim ao teu lado
Pois meu tempo contigo estava acabado.

Quando a noite caiu
E a solidão de mim riu,
Encontrei-te no luar,
Na beleza do pássaro a voar.

Procurei me refugiar
Na grande imensidão do mar.
Mas estava nas águas refletida
Minha face abatida.

Sofrendo por tua ausência
Pedindo a solidão clemência.
Sofrendo sem moderação
E sem nenhuma consolação.

Estava eu, no chão,
Sem direção,
Procurando-te em tudo e em vão.
Mas agora eu sei,
Você estará sempre no meu coração.

Autora: Letícia Gabriele Saraiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião, para divulgar o seu site/blog ou para elogiar ou criticar o blog!
Lembrando que comentários com conteúdos agressivos, ofensivos ou inadequados serão excluídos.